Como conhecer e apoiar as comunidades tradicionais brasileiras?

Neste artigo vamos tratar de como conhecer e apoiar as comunidades tradicionais brasileiras, como, por exemplo, indígenas, quilombolas, ribeirinhos, sertanejos e muitas outras.

crianças ribeirinhas de lago do acajatuba, Amazonas.

O que são povos tradicionais?

De acordo com a Política Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais (PNPCT), Povos e Comunidades Tradicionais são:

Grupos culturalmente diferenciados e que se reconhecem como tais, que possuem formas próprias de organização social, que ocupam e usam territórios e recursos naturais como condição para sua reprodução cultural, social, religiosa, ancestral e econômica, utilizando conhecimentos, inovações e práticas gerados e transmitidos pela tradição.

Quem são as comunidades tradicionais?

Existem dezenas de comunidades tradicionais brasileiras.

Algumas delas são mais conhecidas, como indígenas, quilombolas, ribeirinhos, seringueiros, caiçaras e ciganos.

Outras, no entanto, são bem específicas e a gente quase não ouve falar, como andirobeiras, morroquianos, pomeranos ou veredeiros.

Onde buscar mais informações?

Visite o site da Comissão Nacional de Desenvolvimento Sustentável das Comunidades Tradicionais (CNPCT) e, então, acesse o Portal Ypadê.

Além disso, há muitos livros, documentários, influenciadores digitais, palestras, aulas e cursos disponíveis na internet sobre o tema.

Como visitar povos tradicionais?

Conhecer é a melhor maneira de preservar. Por isso, a visita a uma comunidade é sempre uma ótima indicação.

Muitas modalidades de turismo promovem esse tipo de interação, como turismo de base comunitária, volunturismo, ecoturismo, turismo indígena e turismo rural.

Da mesma forma, você pode encontrar esse tipo de atividade a partir de termos como turismo sustentável, turismo consciente ou turismo de experiência.

Quais cuidados devo tomar?

  • Busque por empresas ou guias responsáveis;
  • Pesquise a reputação antes de viajar;
  • Identifique se a comunidade participa da construção das experiências e qual a porcentagem dos recursos ficam no local;
  • Evite experiências que exploram situações sensíveis, que não respeitam a cultura local ou que reforçam clichês e estereótipos.

A Vivalá trabalha com quais comunidades?

Os roteiros das Expedições Vivalá acontecem em parceria com populações ribeirinhas, indígenas, quilombolas, sertanejos.

Em breve, teremos experiências envolvendo outras comunidades tradicionais.

Gostou do conteúdo? Então compartilhe e ajude a levar essas informações para cada vez mais brasileiras e brasileiros.

Por fim, se você quiser participar de uma Expedição Vivalá, confira nosso calendário e reserve já a sua vaga.

One response to “Como conhecer e apoiar as comunidades tradicionais brasileiras?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *