Como é navegar de barco pelo Rio Tapajós e Alter do Chão

Muitos viajantes interessados na Expedição Amazônia Rio Tapajós perguntam como é navegar de barco pelo Rio Tapajós e Alter do Chão.

Neste artigo, você vai saber tudo sobre essa experiência.

O Rio Tapajós

rio tapajós

O Tapajós nasce no Mato Grosso e atravessa o Pará até desaguar no rio Amazonas, em Santarém.

A bacia do rio Tapajós abrange 6% das águas da bacia Amazônica, sendo a quinta maior bacia do sistema.

A Expedição Rio Tapajós

A Expedição Amazônia Rio Tapajós da Vivalá acontece entre Santarém, a Floresta Nacional dos Tapajós e Alter do Chão. Nos encontramos todos em Santarém, cidade que possui aeroporto.

Na maior parte do tempo, o grupo se hospeda na comunidade de Maguari, mas passamos também parte da viagem em um barco privativo.

Dessa forma, ficamos uma ou duas noites – dependendo do roteiro – navegando pelas águas do Rio Tapajós, dormindo e acordando no barco, uma sensação de muita liberdade caiçara.

Nesse período, fazemos paradas em lindas praias de rio, curtimos a natureza pura e deserta. Durante as noites ancorarmos em Alter do Chão e vivemos a cena cultural a gastronômica da charmosa vila.

Alter do Chão

Alter do Chão é um distrito de Santarém e um destino muito procurado pelos turistas, principalmente pelas praias do rio Tapajós.

Conta também com um centro pequeno, mas bem agitado na alta temporada, com restaurantes e feiras de artesanato e culinária.

Em tempos não pandêmicos ss viajantes da Vivalá curtem muito shows de samba, carimbó e outras festas, voltando para o barco na hora em que quiserem.

O barco

barco privativo da expedição amazônia rio tapajós

O barco é exclusivo para os viajantes da Expedição Vivalá; dessa forma, a segurança e o conforto do grupo ficam garantidos.

São dois andares e dois banheiros disponíveis, além de uma cabine com colchonetes, para quem não se adaptar à rede. Dormir na rede pode parecer estranho a princípio, mas recebemos uma aula da tripulação e acaba sendo confortável e super divertido.

andar de baixo do barco com redes armadas
Andar de baixo do barco, com redes armadas, à noite
viajantes no topo do barco privativo da expedição amazônia rio tapajós
Andar de cima, onde também é possível passar a noite

Além do capitão e auxiliar, também há uma pessoa cozinheira na tripulação responsável por preparar as refeições.

Apesar de passarmos a noite no meio do rio, os viajantes não precisam se preocupar com mosquitos.

O ecossistema local ainda é bem equilibrado; assim sendo, os mosquitos e pernilongos são raros, mesmo nas noites no barco.

O que fazer no barco

Além das paradas nas praias, o próprio barco se torna uma atração para os viajantes.

Primeiramente porque é uma experiência diferente, que sai da rotina. Não é sempre que a gente tem a chance de passar dias inteiros navegando, certo?

Além disso, também é o momento perfeito para desligar-se do mundo e curtir a natureza com um visual maravilhoso!

Por isso, recomendamos aos viajantes que aproveitem a oportunidade para ouvir música, ler um livro, meditar ou, simplesmente, deitar e tomar sol.

Seja assistindo o nascer ou o pôr do Sol, observando as estrelas à noite, sentindo a brisa do rio ou apenas relaxando, os dias no barco durante a Expedição Tapajós são o momento ideal para renovar energias!

viajante no barco da expedição amazônia rio tapajós

Acesse agora o calendário de expedições e encontre a melhor data para você viver essa experiência!

Se quiser, confira também neste post um relato sobre como é a Expedição Amazônia Rio Tapajós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *